São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
August 4, 2015 - 00:17

São José é 12ª em ranking de cidades inteligentes do Brasil

Vista de São José dos Campos. Foto: Arquivo/ OVALE

Vista de São José dos Campos. Foto: Arquivo/ OVALE

Especialistas mostram que, apesar das conquistas, desafio é reduzir as desigualdades nos municípios pesquisados

Xandu Alves
São José dos Campos

São José dos Campos ocupa a 12ª colocação em um ranking de 50 cidades brasileiras com maior potencial de desenvolvimento.
O levantamento foi feito pela consultoria Urban Systems em análise de mais de 500 municípios para formar o ranking Connected Smart Cities (Cidades Inteligentes e Conectadas).
Para tanto, foram avaliados 70 indicadores em 11 setores, como economia, governança, mobilidade, urbanismo, educação e saúde.
Apesar dos resultados positivos, para especialistas o índice também mostra que as cidades, incluindo São José, padecem de “desigualdades no desenvolvimento”.

Melhores. A pontuação das mais bem posicionadas cidades no ranking geral mostra o desafio que elas têm pela frente. De um total possível de 63 pontos, o Rio de Janeiro, a melhor colocada, anotou 29,99 pontos, indicando uma “razoável distância para se tornar uma cidade inteligente e conectada”, avaliou a Urban Systems.
A capital fluminense é seguida por São Paulo (29,36), Belo Horizonte, (28,91), Brasília (28,34), Curitiba (28,10) e São Caetano do Sul (28,09).
São José anotou 25,15 pontos e ficou imediatamente atrás de Recife (25,76) e Santos (25,61).
São José foi destaque em dois setores dentro do estudo: urbanismo e empreendedorismo.

Urbano. No quesito urbanismo, posicionou-se na terceira colocação do país com 7,68 pontos, atrás de Maringá (7,92) e Ribeirão Preto (7,69). A análise mostrou que a cidade tem 98,5% de suas casas com ruas pavimentadas no entorno delas, enquanto que a média do país é de 81%.
Para atendimento urbano de esgoto, a diferença é ainda maior: 98,6% em São José e 53% de média nacional.
No item empreendedorismo, o município foi o sétimo colocado no ranking do setor, com 2,14 pontos. Antes da cidade da RMVale, aparecem Brasília (3,19), Rio de Janeiro (2,78), Campinas (2,44), Florianópolis (2,39), São Carlos (2,37) e Porto Alegre (2,36).

Inovação. Inédito, o ranking tem como objetivo identificar fatores relevantes para o crescimento sustentável dos municípios.
“É preciso que representantes tenham consciência dos investimentos e aprimoramentos que devem ser realizados nas áreas mapeadas”, afirmou Thomaz Assumpção, presidente da Urban Systems.
Para o prefeito de São José, Carlinhos Almeida (PT), a cidade apresenta desafios.
“Nos desafia a enxergar mais longe, cuidando de cada um dos seus filhos e também do futuro. Um futuro que começamos a construir hoje, com desenvolvimento e sustentabilidade”.

Descentralização de serviços ajuda a reduzir diferenças
São José dos Campos

A maior pontuação da lista das Cidades Inteligentes e Conectadas (Rio de Janeiro, 29,99 pontos) atingiu menos da metade da contagem possível: 63 pontos para 70 indicadores analisados.
Na 12a posição, São José anotou 25,15 pontos.
Para Flávio Mourão, arquiteto e urbanista, isso mostra o quanto as cidades ainda têm que melhorar na busca pelo desenvolvimento pleno.
Na avaliação dele, um dos principais problemas de São José e dos demais municípios do ranking é a desigualdade no desenvolvimento.
“Há regiões na cidade muito desenvolvidas e outras com problemas sérios, como de mobilidade e acesso a serviços. Essa diferença se mostra na pontuação da lista”, afirmou o arquiteto.
Para mudar o quadro, Mourão defende investimentos na descentralização de serviços, como acesso à transporte público, desenvolvimento dos bairros e oferta de equipamentos públicos na periferia.

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade