São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
October 30, 2016 - 19:02

Roubos de carga têm aumento de 70% nas estradas da região

Movimento na Via Dutra.

Foto: Cláudio Vieira/O VALE

‘Piratas’ interceptam 155 carregamentos na RMVale entre janeiro e setembro deste ano, contra 91 no mesmo período de 2015

Redação
São José dos Campos

Tendo em mãos um verdadeiro arsenal, os bandidos atravessam os carros na pista da estrada do Jaguary, região rural de Jacareí. A quadrilha, composta por 15 criminosos, faz a interceptação dos caminhões que viajavam em comboio transportando uma carga de cerveja, que havia saído da Ambev (Companhia de Bebidas das Américas). São 3h e 7.200 latinhas de cerveja são roubadas pelo bando.

O crime, registrado no dia 17 de maio, integra a estatística de roubo de carga no Vale do Paraíba. Em 2016, de janeiro a setembro, o número teve alta de 70,32%, subindo de 91 para 155 ocorrências, comparando com o mesmo período de 2015. São os dados oficiais do governo do Estado.

Em São Paulo, nesse mesmo período, a alta na taxa foi de 12,55% (passando de 6.243 para 7.027 casos) -- seis vezes menos do que no Vale. Mais violenta do interior de São Paulo, a RMVale é cortada por rodovias com grande movimento, como a Via Dutra, onde é transportada metade do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Este ano, o município da região mais visado pelas quadrilhas foi Jacareí, palco de 63 dos 155 casos -- 40,6% do total.

Na comparação com 2015, a cidade teve alta de 103,2% -- foi de 31 para 63 ocorrências. Uma das áreas mais visadas é a localizada próximo á rota de cargas de cerveja da Ambev. No Vale, outras cidades que concentram os casos são Pindamonhangaba (23 casos no ano, contra 12 no mesmo período de 2015), São José (17/ 11), Caçapava (14/ 16) e Taubaté (11/9).

Violência. Os dados do governo do Estado mostram que a RMVale já registrou 308 homicídios e 23 latrocínios em 2016, entre janeiro e setembro, totalizando 331 vítimas fatais, ocupando a liderança do ranking da violência no interior paulista e se mantendo na contramão da tendência estadual.

A região teve um aumento de 9,21% nos homicídios (foi de 282 para 308, na comparação entre janeiro e setembro de 2015 e 2016). Já no latrocínio, a alta foi ainda maior: foi de 13 para 23 vítimas, aumento de 76,9% no crime de roubo seguido de morte.

De acordo com a estatística, a RMVale é recordista nos dois quesitos entre as 10 regiões do interior e disparado. A vice-líder no ranking é a região de Ribeirão Preto, com 198 homicídios (são 110 a menos do que a região) e 20 vítimas de latrocínio (são 23 no Vale). A região tem ainda 7 das 15 cidades mais violentas do interior paulista em 2016.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade