São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
March 13, 2017 - 21:01

Na Justiça, lutador de MMA briga para oficializar casamento com duas esposas

Ricardo Sattelmayer

Foto: Arquivo Pessoal

Joseense vive com duas mulheres, também lutadoras, e vai entrar com pedido para que casamento duplo seja reconhecido; cerimônia deve ser realizada fora do país

Caíque Toledo
São José dos Campos

Acostumado a vencer adversários dentro do octógono, em disputas por títulos e cinturões, o lutador Ricardo Sattelmayer agora enfrenta outra batalha, mas, dessa vez, na Justiça: vai fazer o pedido para oficializar o casamento com duas esposas.

Aos 35 anos, Ricardo vive com Aline e com Bianca. Os três são lutadores de MMA (sigla de Mixed Martial Arts, ou, em português, Artes Marciais Mistas), competem pela mesma equipe e, em breve, entrarão com um pedido na Justiça para que as duas possam ser oficialmente casadas com Ricardo.

O que, a princípio, pode gerar surpresa e até ser alvo de preconceitos, de acordo com o lutador, é visto com naturalidade. O amor ultrapassa qualquer dificuldade. "O segredo é o amor e o respeito. Tendo isso, tudo flui bem. A gente está assim porque gosta, porque queremos, não é para se aparecer, nem nada. Estamos muito felizes", conta Ricardo.

Família. Casado com Aline há dez anos e com uma filha de seis, o lutador conta que já havia conversado com a esposa sobre a ideia. Aos poucos, o casal concordou que seria o momento de ter mais uma integrante na família.

Além de lutador, Ricardo é treinador da Sattelmayer Top Team, e mantém uma academia de muay thai na Vila Industrial, zona leste de São José. Bianca era uma de suas alunas.

"Isso é questão de cultura. Eu e a Aline concordamos que se fosse para entrar mais alguém na família, tinha que ser quem pensasse como a gente, estivesse conosco nessa rotina...", conta. "Quando conversei com a Bianca, ela riu. A gente foi falando, eu disse que nossa intenção era ter mais alguém na família, fui até os pais dela ... Hoje vivemos  os três “, diz.

Futuro. Agora, a família estipula metas. Aline foi campeã de um importante torneio em São Paulo, e o trio corre contra o tempo para tirar os passaportes a tempo para que ela dispute um campeonato na China. O plano de Ricardo é que a família aumente ainda mais, com um filho de Bianca até o fim deste ano.

Aliado aos projetos profissionais e pessoais, o trio espera, em breve, conseguir a liberação da Justiça. "Nosso foco é muito familiar. O juiz vai investigar a nossa vida conjugal, ver que é tudo verdade, para poder liberar. Nossa ideia é conseguir casar no cartório e sabemos que é difícil na parte religiosa, mas sabemos que no Hawaii [Estados Unidos] tem isso, e queremos fazer o cerimonial lá fora", conta Ricardo.

Entre o trio, também há a torcida para que o caso ganhe repercussão. "Isso pode abrir muitas portas. Por que um casal não pode pensar em outra pessoa entrar na vida deles? E por que não o contrário, com uma mulher tendo dois maridos? É tudo questão de bom senso", diz o lutador. "Tomara que ajude quando verem que vivemos felizes. Aqui é assim, sábado é almoço na casa de uma sogra, e domingo na de outra", completa Ricardo, aos risos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade