São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
April 4, 2014 - 08:31

Madre Maria Teresa recebe título de 'venerável' pelo papa

Imagem de madre Maria Tereza retratada em quadro. Foto: Alan Collet

Imagem de madre Maria Tereza retratada em quadro. Foto: Alan Collet

Próximo passo é a beatificação da religiosa, o que vai implicar no reconhecimento de um martírio ou de um milagre

Lauro Lam
Especial para O Vale

O papa Francisco anunciou ontem o reconhecimento das virtudes heroicas de madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, fundadora da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, de São José dos Campos. Trata-se do segundo passo para o processo de canonização da religiosa, que é chamada agora de ‘venerável’.
Publicado pela Congregação pela Causa dos Santos, o reconhecimento foi marcado por uma missa em ação de graças por madre Maria Teresa, celebrada ontem à tarde na capela da congregação. Cerca de 150 pessoas participaram da cerimônia, entre religiosas, funcionários dos hospitais administrados pelas irmãs, pacientes, amigos e fieis.

Alegria. A notícia deixou as irmãs emocionadas. “Esta alegria coloca uma pausa na nossa rotina para celebrarmos o trabalho da madre que hoje a gente chama de solidariedade. Continuamos no mesmo trabalho com os doentes e menos favorecidos”, disse a irmã Maria Giovana do Menino Jesus, vice-presidente da congregação.
Durante a celebração, as religiosas ouviram atentas a homilia de frei Nivaldo José Machado. “Madre Teresa nos impulsiona para o caminho da santidade”, disse.
Ao término da missa, as irmãs cantaram o hino da congregação, escrito pelo padre João Batista Lehman. Todas se uniram em frente ao túmulo onde estão os restos mortais da madre para uma homenagem. Na lápide está gravada a frase : “A morte não nos separou, mas nos uniu ainda mais nos laços da caridade que é o amor de Cristo.”

Legado. A irmã, que recebeu o nome de Dulce Rodrigues dos Santos quando nasceu, veio para São José para tratar a tuberculose, em 1922.
Diante de outros doentes em precárias situações, começou um trabalho humanitário que não parou mais de crescer.
Foi a responsável pela fundação da congregação que hoje está em 23 comunidades espalhadas pelo Brasil, África, Itália e Portugal.
Entre as 231 irmãs da congregação está Vera Letícia, que cuidou de madre Maria Teresa durante um mês antes do seu falecimento, em 1972. Além de enfermeira pessoal, ela é a principal batalhadora pela causa da beatificação e canonização da madre.
“Há 16 anos comecei a enviar a documentação para o Vaticano. Chegamos ao decreto das virtudes, que reconheceu 11 heroicas. A madre viveu todas, principalmente a humildade. Um milagre atribuído a ela já está em análise e estamos confiantes na beatificação e a futura santidade.”

Saiba mais

11 virtudes heróicas
Religiosas: castidade, obediência e pobreza
Cristãs: prudência, justiça, temperança, fortaleza, fé, esperança, caridade e humildade

Reconhecimento
É o segundo passo para a canonização da madre. O primeiro foi o anúncio de serva de Deus

Madre Maria Teresa
Chegou em São José em 1922 aos 21 anos de idade para tratar a tuberculose. Foi solidária com os doentes e transformou a precariedade da época em estímulo de luta. Em 1936, fundou a Congregação. Morreu aos 71 anos, em 1972

Congregação
Conta com 231 irmãs que vivem em 23 comunidades em 4 países: Brasil, África, Itália e Portugal. Em São José, elas administram os hospitais Pio 12 e Antoninho da Rocha Marmo


Familiares comemoram assinatura de decreto
São José dos Campos

Familiares de madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico comemoraram ontem a assinatura do decreto pelo papa.
A sobrinha da madre, Cecília Rios, 90 anos, que vive no pensionato na casa mãe da congregação, disse que o anúncio foi mais do que merecido.
“Eu me senti muito comovida. Tenho certeza que todas as irmãs falecidas ficaram contentes no céu porque a madre trabalhou muito e sofreu para construir tudo isto.”
Mãe de uma irmã que está em Portugal, Benedita Aparecida Corrá, 66 anos, se sentiu unida pela causa. “Vibrei junto porque faço parte desta família”, disse após o fim da missa ao abraçar uma religiosa.
Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico nasceu em São Paulo no dia 20 de janeiro de 1901. Ela morreu em 1972.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade