São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
January 21, 2017 - 17:27

Felicio manda suspender obras e reavaliar projeto do Teatrão

Teatrão Dinossauro Fóssil

Foto: Divulgação / PMSJC

Prefeito para parte da reforma e vai avaliar projeto, que prevê creche e um centro de ciências na área

João Paulo Sardinha
São José dos Campos

O prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), determinou a suspensão de parte das obras programadas para o complexo do Teatrão, na região leste da cidade.

A construção de uma creche no local, para atender 200 crianças, foi adiada pelo governo tucano. A destinação do prédio do Centro de Ciências também será reavaliada pela Secretaria de Educação. A requalificação do complexo é uma das vitrines do governo do ex-prefeito Carlinhos Almeida (PT).

Com custo total de R$ 33,1 milhões, a obra já consumiu R$ 23,6 milhões. Este foi o investimento mais alto feito pela gestão petista. Os recursos saíram do orçamento da Secretaria de Educação.

Apenas a reforma do ginásio tem garantia de continuidade na gestão Felicio. A pista de caminhada e o espaço de convivência do complexo já estão finalizados. A decisão de reavaliar os rumos do projeto foi tomada pela comissão especial criada para fazer um pente-fino nas contas e nos contratos do governo passado.

Custos. O Centro de Ciências, inaugurado em dezembro por Carlinhos Almeida, passará por reformulações imediatas. Uma delas é a suspensão do pagamento à empresa Museolab, contratada sem licitação, por R$ 324 mil, para promover uma exposição de dinossauros.

O pagamento e a entrega das réplicas dos dinossauros também serão reavaliados. “Já se suspendeu a entrega para que possamos avaliar os contratos, como fizemos com todos os outros. A destinação física do prédio vai ser estudada pela Secretaria de Educação, para que ele tenha o melhor destino possível”, disse Felicio.

Creche.A creche projetada para o Teatrão tem capacidade para atender a cerca de 200 crianças de 0 a 3 anos. Para o local, estão previstas 14 salas de aula, sala multiuso, refeitório, lactário, cozinha, sanitários e sala de reunião.

O prefeito encaminhou o projeto para estudo, mas considera ruim instalar uma unidade escolar embaixo das arquibancadas do ginásio. “Estava prevista a construção dela embaixo das arquibancadas do Teatrão. A nossa equipe da Educação está analisando as condições que essas crianças teriam embaixo da arquibancada do ginásio, por conta da pouca ventilação. É preciso estudar melhor esse projeto para que possamos tomar uma decisão”, declarou.

PT vê medida como ‘retrocesso’

O vereador Wagner Balieiro (PT) classifica como retrocesso possíveis alteraçõe[/TXT]s no projeto de requalificação do completo do Teatrão. “A devolução do Teatrão à comunidade foi uma conquista importante para a região da Vila Industrial. Era uma área pública que foi abandonada por décadas. A creche vai ajudar a resolver o problema de vagas”, afirmou.

“Além disso, existem lá outros serviços ligados à área de educação. Seria um absurdo cancelar as obras, um desrespeito com aquela área. Não vamos ficar calados”, completou o parlamentar.

Retomada. A Prefeitura de São José dos Campos retomou, em setembro de 2015, 70% da área do Teatrão, que estava em poder integral do São José Esporte Clube.
A Justiça homologou o acordo entre clube e município, envolvendo a posse da área, localizada na Vila Industrial.

À direção do São José, coube ocupar os 30% restantes do complexo (a parte dos fundos e a área do posto de combustível). O Teatrão tem 74 mil metros quadrados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade