São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
April 23, 2015 - 00:49

Ericsson investe em mulheres

Daniela Pires, gerente de Planejamento de Materiais, lidera equipe de 23 pessoas Foto:Claudio Vieira

Daniela Pires, gerente de Planejamento de Materiais, lidera equipe de 23 pessoas Foto:Claudio Vieira

Líder mundial em telecomunicação, empresa quer ter com mulheres 30% da força de trabalho; fábrica de S. José tem 28%

Xandu Alves
São José dos Campos

Mãos e pernas de homem, mas coração de mulher.
Assim pode ser resumida a meta da Ericsson em aumentar a presença feminina em seus quadros nos próximos cinco anos, incluindo a unidade de São José.
Líder mundial no setor de telecomunicação, a companhia sueca fez da diversidade uma política institucional, que não é apenas boa para a imagem, mas principalmente para os negócios.
“Objetivo da Ericsson é absorver o que a diversidade traz de melhor: o talento”, diz Marcia Goraieb, vice-presidente de Comunicação, Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa da Ericsson na América Latina. “Talento e as características de homens e mulheres trazem mais inovação, melhores resultados do ponto de vista financeiro e mais engajamento”.

Feminino. A meta da companhia é alcançar com as mulheres 30% da força de trabalho na empresa em todo o mundo, em todos os níveis. Hoje, a média é de 23% e sobe para 28% na unidade de São José, que emprega 700 pessoas.
Marcia explica que o desafio é atrair mulheres para o setor de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), tradicionalmente dominado por homens.
Para tanto, a Ericsson investe em visitas a escolas de ensino médio, para dar detalhes das carreiras às estudantes, e adesão a programas globais como o ‘Girls in ICT Day’, cuja data é celebrada hoje.
Trata-se de uma espécie de “Dia Mundial da Mulher” específico para o setor de TIC, criado pela União Internacional de Telecomunicações.
“A falta de informação é o principal problema”, diz Marcia. “Há poucas mulheres nas engenharias e na ciência da computação. É preciso reverter essa tendência”.
Duas funcionárias da Ericsson de São José descobriram paixão e vocação para o setor de TIC ao perceber oportunidade de crescimento na empresa. Com 19 anos na companhia, Daniela Pires, 36 anos, gerente de Planejamento de Materiais, lidera equipe de 23 pessoas, metade formada por mulheres, cujo trabalho é o ‘coração da empresa’. “Tive que aprender a me posicionar diante dos homens”, conta ela.
Atuando com logística, Luciana Gianesini, 33 anos, deixou o jornalismo e se apaixonou por TIC. “As mulheres podem buscar esse mercado”.

Saiba mais

Girls in ICT Day
Dia criado pela União Internacional de Telecomunicações para promover e incentivar as mulheres o setor de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação). A data é comemorada hoje em todo mundo

Ericsson
Empresa aderiu à celebração e incentiva a mão de obra feminina como política institucional

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade