São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
April 4, 2017 - 06:00

EDITORIAL: Luz na escuridão - 04/04

Iluminar tudo aquilo que alguém quer esconder é o dever de O VALE

Iluminar tudo aquilo que alguém quer esconder. Esta deve ser a ambição de todo jornalista no exercício da profissão. Monitorar o poder público com esta aspiração é o que move os profissionais de O VALE na cobertura diária dos fatos.

Dois casos noticiados recentemente ajudam a ilustrar esse pensamento. O primeiro, em Taubaté, envolve a reportagem que revelou o pagamento da licença-prêmio fora da ordem cronológica à madrasta do prefeito Ortiz Junior (PSDB), a secretária de Finanças, Odila Sanches. Ela recebeu R$ 78,3 mil em fevereiro. O tucano reconheceu o erro e determinou que a madrasta devolva aos cofres públicos o ‘supersalário’ recebido pela administração.

Outro caso é o do vereador Maninho Cem por Cento (PTB), de São José dos Campos, que emprega em seu gabinete, na Câmara Municipal, funcionário comissionado para trabalhar exclusivamente no empreendimento particular que mantém na cidade. Maninho escalou o assessor Elcio Alves de Souza para dar expediente no balcão de anúncios do jornal Comunidade, que circula na região da Vila Industrial, região leste da cidade. Durante o horário de trabalho, o oficial parlamentar vende espaços publicitários na publicação mantida pelo vereador. Tem salário bruto de R$ 4.383.

As duas situações provam a importância de uma imprensa vigilante, que vai fundo no coração do poder público. Que fustiga os poderosos. E tira ao menos uma parte do que está embaixo do tapete. Nos casos citados acima, e em outros mais, nossa equipe trabalha para mostrar ao leitor as irregularidades e mazelas do cotidiano. Mais do que isso: apontar os caminhos para a solução.

A prática do jornalismo chapa-branca não cabe a O VALE. Nestas páginas, impressas ou online, irão aparecer as múltiplas faces da notícia. Os poderosos serão fiscalizados com obstinação e, como nas reportagens publicadas nos últimos dias, precisarão se explicar à sociedade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade