São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
January 31, 2013 - 10:46

Churrasquinho do final de semana pode ser light

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Fuja das armadilhas fazendo substituições; a ideia é valorizar os nutrientes, sem mexer no sabor característico de um dos pratos favoritos dos brasileiros

Renata Del Vecchio
São José dos Campos

A dieta vai bem de segunda a sexta-feira, mas basta o final de semana chegar para as calorias que foram eliminadas voltarem à tona. Se como um bom brasileiro você não abre mão do churrasco, saiba que é possível desfrutar desse hábito sem colocar a boa forma em risco.
Antes de acender a churrasqueira é melhor esclarecer que não é economia boba trocar carnes gordas por outras mais magras, além de evitar alimentos calóricos, como o pão de alho e o queijo coalho. Este último ingrediente possui cerca de 103 calorias em cada unidade.
A nutricionista Sheila Castro garante que investir em acompanhamentos mais leves, em especial nas saladas, ajuda no controle do peso e na digestão das proteínas.
“Além do churrasco, é comum ter maionese, arroz, pão e farofa feita com linguiça. Tudo isso pode triplicar o valor calórico da refeição e estraga os planos de quem deseja controlar o peso”, diz.

Troca-troca. Ouvimos quem entende do assunto para orientar sobre cortes magros de carnes vermelhas. Paulo Alencar Gonçalves, que há seis anos atua com o buffet de churrasco Casa de Carnes Paraná, expõe que a adorada picanha pode ser substituída por filé mignon, carne que é magríssima.
Outra aposta é fugir do convencional e assar peixes na brasa. O churrasqueiro sugere o salmão ou um pintado. “As pessoas têm adoração por picanha justamente por seu teor calórico. Carnes mais magras ficam secas após assadas e não devem passar do ponto”.
Abrir mão dos embutidos, como as linguiças, é indispensável para manter o peso, já que o ingrediente é rico em conservantes e sódio, o que provoca retenção de líquido.
“Quem pratica uma alimentação saudável na maior parte do tempo está com o sistema digestivo em boas condições para processar eventuais excessos. Se mantermos o equilíbrio, escolhendo acompanhamentos leves, podemos aproveitar o churrasco sem peso na consciência”, disse Sheila. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade