São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
March 20, 2017 - 18:30

Câmara pega 'carona' e quer projetos de fiscalização da carne em São José

Carne churrasco

Foto: EBC

Danilo Alvim
São José dos Campos

Pegando 'carona' com a operação Carne Fraca da Polícia Federal, vereadores de São José dos Campos já protocolaram na Câmara projetos de leis e indicações para reforçar a fiscalização de carnes no comércio da cidade.

É o caso da vereadora Flávia Carvalho (PRB), que propõe a exigência do logotipo da origem de produção da carne comercializada em açougues, supermercados e feiras. O texto, que foi protocolado na Câmara nesta segunda-feira, 20, justifica a importância da população ter conhecimento da origem do produto consumido. A parlamentar solicita o apoio e a urgência na tramitação do projeto, para trazer tranquilidade aos consumidores da cidade. "É o objetivo deste projeto de Lei, oferecer àqueles que consomem as carnes comercializadas em nossa cidade a informação em que unidade e qual frigorífico foi produzida a carne que ele consome", diz trecho do texto de justificativa do projeto.

Já o vereador Esdras Andrade (SD), fez uma indicação à prefeitura cobrando uma intensificação na fiscalização de açougues, avícolas e frigoríficos do município, sob a alegação da segurança alimentar da população.

Carne Fraca. Na última sexta-feira, 17, a Polícia Federal divulgou a operação 'Carne Fraca', que aponta irregularidades no comércio de carnes em todo o país. A operação denunciou, que frigoríficos de empresas envolvidas no esquema criminoso "maquiavam" carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para conseguir vendê-las.

As empresas, então, subornavam fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização. A carne imprópria para consumo era destinada tanto ao mercado interno quanto à exportação.

Algumas das maiores empresas do ramo alimentício do país estão na mira da operação, entre as quais a JBS, dona de marcas como Big Frango e Seara, e a BRF, detentora das marcas Sadia e Perdigão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade