São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
BRASIL &
September 20, 2012 - 04:03

Dietas da moda podem oferecer riscos à saúde

 Nenhuma dieta da moda deve substituir a reeducação alimentar, que deve incluir principalmente muitos legumes, verduras e frutas

DIVULGAÇÃO

Hospital das Clínicas de São Paulo orienta sobre os riscos de algumas dietas, como a do óleo de coco

ANA CLÁUDIA MATTOS
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Dietas da moda, tidas muitas vezes como milagrosas, oferecem riscos à saúde. O alerta é do HC (Hospital das Clínicas) de São Paulo, que orienta a reeducação alimentar e a prática de atividades físicas para quem busca passar o verão em boa forma.
Segundo a nutricionista do HC, Maíra Branco, a perda de peso rápida está relacionada a um maior risco de engordar novamente. "A perda de água e massa magra, mantendo gordura corporal, ocasiona a maior chance de flacidez. Além disso, as dietas muito restritas podem causar deficiência de vitaminas e minerais, trazendo problemas futuros à saúde."
A especialista recomenda ainda muito cuidado com a dieta do óleo de coco, uma das mais comentadas atualmente. "Ela vem com a promessa de estimular o metabolismo, promover queima de gordura e reduzir a fome."
De acordo com a nutricionista, nessa dieta recomenda-se geralmente o consumo de três colheres de sopa de óleo de coco associado a uma dieta equilibrada, na qual sugere um cardápio com 1.200 calorias diárias. "Uma dieta com esta quantidade calórica é considerada hipocalórica, o que levaria ao emagrecimento de quem a seguisse independentemente de outras substâncias associadas", disse.
Além disso, acrescentou ela, o óleo de coco é rico em gordura saturada, que em excesso tem efeitos maléficos ao organismo. "O consumo excessivo de gordura saturada está associado ao aumento do colesterol", disse.

Controle.
De acordo com a nutricionista Sheila Castro, coordenadora do programa de reeducação alimentar da Unimed de São José, com a proximidade do verão as dietas da moda ficam ainda mais evidentes. "As pessoas passam a aceitar tudo o que promete emagrecer", afirmou.
Para Sheila, as dietas 'milagrosas' merecem realmente atenção redobrada. "Há estudos que afirmam que a ingestão de gordura de coco ajuda a reduzir a circunferência abdominal, mas o problema é que as pessoas não fazem da maneira adequada", disse.
Segundo ela, geralmente as pessoas aumentam o consumo de gordura saturada com o óleo de coco sem se preocupar em diminuir a gordura que já é consumida com os demais alimentos. "Isso causa um desequilíbrio e acaba não surtindo efeito", afirmou.
Assim como o alerta do Hospital das Clínicas, Sheila também recomenda a reeducação alimentar e a prática de atividades físicas como as melhores ferramentas para passar o verão em forma e saudável.

Publicidade
Publicidade
clique para saber mais