São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
BRASIL &
June 5, 2013 - 04:05

Desmatamento cresce 29% na mata atlântica

 Impactos. Na sequência, imagens da mata atlântica, que está reduzida atualmente a 8,5% de seu bioma original; levantamento indica que desmatamento avançou 29% no ano passado em comparação com o período anterior; Minas Gerais é o campeão

Fotos: ABr

Bioma mais ameaçado do país teve um total de 235 km2 de área devastada no último ano, maior quantidade desde 2008

SÃO PAULO/ FOLHAPRESS

O desmatamento da mata atlântica, bioma mais ameaçado do país, aumentou 29% no último ano em relação ao período entre 2010 e 2011 e é o maior desde 2008.
A área desmatada foi de 23.548 hectares (235 km2), sendo 21.977 hectares de perda de florestas, 1.554 hectares de supressão de vegetação de restinga e 17 hectares destruição de mangues. O dado é uma comparação dos dez Estados avaliados em todos os períodos (BA, ES, GO, MG, MS, PR, RJ, RS, SC e SP).

Atlas.
Os dados são do "Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica", divulgado ontem pela Fundação SOS Mata Atlântica, em parceria com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).
Minas Gerais continua o campeão de desmatamento, com aumento de 70% (10.752 hectares) em relação ao período anterior. "É um estado extremamente crítico. Vamos protocolar um ofício na semana que vem e faremos uma apresentação no Ministério Público pedindo uma moratória, para que o governo do Estado não dê mais autorização para supressão de vegetação nativa, para qualquer finalidade", disse a diretora de gestão do conhecimento e coordenadora do Atlas pela Fundação SOS Mata Atlântica, Márcia Hirota.
A Bahia ficou em em segundo lugar (4.516 hectares). O Piauí, que foi incluído pela primeira vez no "Atlas" aparece em terceiro lugar com perda de 2.658 hectares. Os destaques positivos são Espírito Santo e Mato Grosso do Sul, que tiveram redução de 93% e 92% do desmate, respectivamente. Em São Paulo, houve um desmatamento de 190 hectares, uma redução de 7% comparado ao período anterior.
Uma novidade do levantamento é a inclusão de novos ecossistemas como dunas e restingas. A área coberta pela pesquisa é de 81% do bioma.

Publicidade
Publicidade
clique para saber mais