São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
REGIAO
March 16, 2017 - 10:40

Antes de entrega, camelódromo de Taubaté já vai ter reforma

Shopping Popular Taubaté

Foto: Divulgação

Adaptação fez entrega ser adiada para maio e vai deixar construção R$ 149 mil mais cara; as paredes vazadas darão lugar a portas de enrolar

Redação

Taubaté

Mesmo antes de ser inaugurado pela gestão Ortiz Junior (PSDB), o novo came-lódromo de Taubaté vai ter que passar por reforma. As paredes vazadas do piso térreo serão trocadas por portas de enrolar de aço. A medida tem dois impactos significativos.

Um deles é atrasar mais ainda a inauguração do espaço. A data prevista anteriormente era início de março. A nova previsão é maio.

O outro impacto é o encarecimento da obra. A construção do prédio já havia custado R$ 3,245 milhões. Essa reforma vai custar R$ 149 mil, fazendo o investimento total já beirar R$ 3,4 milhões.

Alteração. A mudança foi definida em janeiro, durante uma reunião entre o prefeito, representantes dos ambulantes e da Defensoria Pública. Naquela ocasião, a obra já havia sido concluída, e faltava apenas finalizar as instalações elétricas e sortear os boxes.

No entanto, os ambulantes reclamaram que, pelo projeto original, haveria pequena visibilidade dos boxes por quem transitasse pelas ruas.

O prefeito acabou concordando com o grupo. "As reivindicações são antigas, mas a prefeitura só aceitou mudar o projeto esse ano", disse o defensor público Wagner Giron.

"Vai dar visibilidade maior, vai aumentar o fluxo de clientes", disse Milton Pastor, presidente da associação dos camelôs de Taubaté.

Demora. A construção do novo espaço foi determinada em 2013 pela Justiça, depois que a prefeitura tentou retirar um grupo de camelôs do centro. Inicialmente, a obra deveria ser entregue em dezembro de 2014, mas o atraso será de dois anos e meio.

O novo camelódromo, que é o segundo da cidade, tem 136 boxes. O primeiro, ao lado do Mercado Municipal, tem 100. O terceiro piso, que teria praça de alimentação, acabou abortado pela prefeitura.

Local terá câmera de segurança

O novo camelódromo receberá seis câmeras de monitoramento. O objetivo, segundo a prefeitura, é "garantir segurança tanto ao espaço, quanto aos permissionários".

"Uma câmera de altíssima resolução será instalada em frente ao espaço e estará diretamente ligada ao COI (Centro de Operações Integradas). Outras cinco câmeras serão monitoradas pela Guarda Civil Municipal (GCM), responsável pela proteção do patrimônio público, além de um sistema de alarme que será acionado em caso de violação do prédio, permitindo um rápido atendimento a ocorrência", concluiu a administração.

A prefeitura informou ainda que "os equipamentos que fazem o monitoramento do Mercado Municipal também darão suporte fornecendo imagens da lateral do prédio do Shopping Popular".

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade